Notícias

João Louro - the hustler

Centro de Artes Visuais - CAV
21 Novembro 2009 a 28 Fevereiro 2010
Terça a Domingo
Pátio da Inquisição - Coimbra

O Centro de Artes Visuais apresenta a exposição The Hustler, de João Louro, a inaugurar sexta-feira, 20 de Novembro, pelas 22H00.

Esta exposição, comissariada por Albano Silva Pereira e Miguel Amado, contempla várias obras inéditas, a par de outras realizadas recentemente, que abordam o imaginário do jogo, desde a iconografia deste universo à psicologia do jogador.
Considerado um crítico da economia simbólica que define a modernidade, o artista emerge nesta exposição como um livre pensador debruçado sobre a condição humana.
João Louro explora a iconografia da civilização ocidental através da análise do poder da imagem e da natureza polissémica da linguagem. “The Hustler” cita o filme homónimo de Robert Rossen, de 1961, que examina a figura do jogador. Nesta exposição, o artista aborda o imaginário do jogo. Reúnem-se, assim, obras inéditas e realizadas nos últimos anos que representam a atmosfera dos casinos, as sensações de vício e de prazer, o fascínio pelo dinheiro e a inconstância da fortuna. Constituindo esta temática uma preocupação actual, encontram-se porém várias conexões com o corpo de trabalho de João Louro, entre as quais a omnipresente problematização da relação do “American way of life” com a cultura visual contemporânea.
 
João Louro (Lisboa em 1963), estudou Arquitectura na Universidade de Lisboa e Artes Plásticas no Ar.Co, também em Lisboa.
Expõe regularmente desde inícios dos anos 90. Das suas recentes exposições individuais, destacam-se destacam-se “Runaway Car Crashed #2” (Museu de Serralves, Porto, 2000), “La Pensée et L’Érreur” (Fundació Joan Miró, Barcelona, 2001), “Blind Runner” (Centro Cultural de Belém, Lisboa, 2004), “Play, Rec, and Pause” (Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, 2006), “Big Bang” (Cristina Guerra Contemporary Art, Lisboa, 2007), “L.A. Confidential” (Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, 2008), “Johnny Cash, Roy Orbison e Elvis Presley” (Galeria Fernando Santos, Porto, 2008) e “Running with Bonnie & Clyde” (Museu do Caramulo, Caramulo, 2009). Das suas recentes exposições colectivas, destacam-se “The Experience of Art/51st Venice Biennial” (Pavilhão Italiano, Veneza, 2005), “Art Practices in Public Domain” (no âmbito do “Insite 05”) ( S. Diego/Tijuana, 2005) e “Entre o Céu e o Mar”, no âmbito do “Art Algarve 09” (Centro Cultural de Lagos, Lagos, 2009).


 
 
 

2013 GALERIA FERNANDO SANTOS

all rights reserved © web project see-link®